5 Daily Deeds to Kick Up Your Self-love Game

*Portugues a Baixo

Hey there, lovelies, how’s everyone doing?

This is Jules, reaching out from “Cat, Books and Curls”, my lifestyle blog where I share some witchy tips on day-to-day survival in this crazy wide world. Maria, this amazing babe here at Brazilian Flare, has invited me to come share a few of my intakes on the long, earth-shattering journey to self-love and acceptance and I gladly accepted!

In these times when we’re constantly bombarded with information 24\7 from everywhere we look, that society has highly specific ideas of what we should be, think, eat and especially, look like, it is quite easy to forget what truly matters. That is if we don’t love ourselves if we don’t respect who we are, our bodies, hearts and souls, then we become the worst versions of ourselves. And that worst version is no good to us nor those we love.

So here are five small acts I take every single day to make sure I’m in sync with myself and therefore oozing good energy to those around me!

 

  1. Stretch. Right out of bed. Sure we all know there are physical benefits to stretching, but for me, t is more of a ritual and it goes beyond doing good to my muscles. When I sit up on my bed right after waking up and I take that big, arms-up wide stretch I feel like I’m opening up to the universe, giving myself more and more space to take whatever the day brings me and take it straight to my heart.
  2. Give yourself a mantra. And make it one of the first things you’ll see in your day. For me, I have a post-it note on my bathroom mirror that says “I love me. I honour me. I am the storm.” It could be anything, from one single word to a whole poem or whatever brings you a sense of strength and belonging. Another good idea could be a picture of you and your loved ones!
  3. Do one thing to dare yourself. Wear that outfit you’ve been afraid to wear to work. Put on that lipstick you keep hidden in the back of your drawer. Tell your boss you’re not happy about something he did. Find one thing every single day that you’re afraid to do, and do it. Just do it, babe.
  4. Find a way to make daily chores more fun. Recently I started listening to podcasts whenever I’m doing the dishes or laundry. It helps me stay away from unwanted stress coming from things I can’t postpone. And since work-related stress is usually harder to stay away from, at least when I’m home I want to keep my head clean and laugh at some funny podcasts episodes.
  5. Recognize self-criticism patterns – and learn to change them the second they pop into your brain. Whenever you realize you just thought of things like “I’m not enough”, “I’m doing it wrong”, “I’m not pretty” shift it right away to the complete opposite. Society is already throwing a bunch of negativity towards us if we start agreeing with it, we’re doomed. Be the nice voice inside your head, you know?

It’s the smallest things that end up making a difference in the long run. If you start today to give an extra chance to cherish who you are each and every day, soon enough you’ll be unbeatable and no one will be able to shake up your self-love.

Now off you go, babe, go get that self-loving mode right on!

If you have your own list of tips to give yourself a little extra love, Maria and I would definitely love for you to share with us so we can keep on growing our daily practice and making it stronger together!

 

And if you’d like to come with me on my crazy weird journey to self-acceptance and trying to find a more peaceful, witchy life, you can find me at Cat, Books and Curls, and also Twitter (@catbookscurls) or Instagram (@julianasergio).

Stay awesome, babes, stay true.

Stay weird,

Jules.

 

 

VERSÃO EM PORTUGUÊS

Oi, galerinha, tudo bem com vocês?

Aqui é a Jules, lá do Cat, Books and Curls, meu blog, onde compartilho minhas dicas bruxescas de como sobreviver dia a dia neste mundão maluco. A Maria, essa lindeza aqui do Brazilian Flare, me convidou para dividir com vocês alguns dos meus pensamentos sobre a longa jornada para o amor próprio e a auto-aceitação e eu, claro, aceitei!

Nestes tempos em que somos constantemente bombardeados com informação 24 horas por dia, de qualquer direção para qual olhamos; tempos em que a sociedade tem ideias bastante específicas sobre o que nós deveríamos ser, pensar, comer e especialmente sobre como devemos parecer, é muito fácil esquecer aquilo que realmente importa. Se não amarmos a nós mesmos, se não respeitarmos quem somos, nossos corpos, corações e almas, então nos tornamos as piores versões de nós mesmos. E essa pior versão não faz bem nem para nós nem para aqueles que amamos.

Então aqui vão cinco coisas pequenas que eu faço todos os dias para me certificar de que estou em sintonia comigo mesma e, consequentemente, emanando energia boa para aqueles que estão ao meu redor!

  1. Alongamento. Assim que acordo. É claro que todos nós sabemos que existem benefícios físicos em nos alongarmos, mas para mim isso é mais um ritual e vai além do que pode trazer de bom para os músculos do meu corpo. Quando me sento em minha cama logo após acordar e dou aquela espreguiçada bem grande, com os braços para cima, sinto como se estivesse me abrindo para o universo, me dando mais e mais espaço para receber o que quer que aquele dia tenha reservado para mim e guardar isso no coração.
  2. Encontre um mantra. E faça dele uma das primeiras coisas que você verá no seu dia. Para mim, é um post-it bem no espelho do banheiro que diz “Eu me amo. Eu me honro. Eu sou a tempestade.” Pode ser qualquer coisa, desde uma única palavra a um poema ou algo qualquer que te traga força e senso de pertencimento no aqui e agora. Outra ideia boa é uma foto sua com aqueles que você ama!
  3. Faça algo que te desafie. Vista aquele look que você está morrendo de medo de usar no trabalho. Passe aquele batom que está escondido no fundo da sua gaveta. Fale para o seu chefe que você não está feliz com algo que ele te fez. Encontre uma coisa por dia que te dê medo, e faça. Só faça.
  4. Encontre uma forma de se divertir fazendo tarefas diárias. Recentemente eu comecei a ouvir podcasts sempre que estou lavando louça ou batendo uma maquinada de roupa. Me ajuda a ficar longe do stress indesejado que vem junto daquelas coisas que a gente simplesmente não pode mais protelar. E como stress relacionado ao trabalho costuma ser muito mais difícil de evitar, ao menos quando estou em casa eu quero manter minha mente limpa e dar boas risadas ouvindo minhas podcasts.
  5. Reconheça padrões de autocrítica – e aprenda a mudá-los no momento em que eles passarem pela sua cabeça. Sempre que você perceber que acabou de pensar coisas do tipo “Não sou o bastante”, “Estou fazendo isso errado” ou “Não sou bonita(o)” mude isso na hora e vá para o completo oposto dessas palavras. A sociedade já está jogando palavras negativas sobre nós o tempo todo. Se começarmos a concordar com ela, estamos lascados! Seja a voz sutil e doce dentro de você mesma, sabe?

São as coisas pequenas que acabam fazendo uma enorme diferença a longo prazo. Se você começar hoje a se dar uma chance extra de dar valor a quem você é, todos os dias, logo você vai ser invencível e ninguém vai conseguir mexer com o seu amor próprio.

Agora vá lá, meu bem, ligue a chavinha do amor próprio agora mesmo!

Se você tem sua listinha de dicas para se dar aquele amorzinho extra, eu e a Maria vamos adorar saber para que possamos todos continuar melhorando nossa prática diária e ficar cada vez mais fortes juntos!

E se você quiser embarcar comigo nessa jornada maluca à auto-aceitação e ao encontro de uma vida mais tranquila e bruxesca, você pode me encontrar lá no Cat, Books and Curls, e também no Twitter (@catbookscurls) e no Instagram (@julianasergio).

Seja incrível, meu bem, seja verdadeira.

Seja estranha,

Jules.